Como estar exposto aos ganhos do sector do jogo minimizando o risco de perdas e excluindo o fator sorte…..SIM é possível.

Tal como tenho defendido no mercado das criptomoedas, é possível estar exposto ao potencial de valorização destes ativos sem efetivamente os deter, basta investir em empresas que se dediquem a inovar e desenvolver soluções nesse sector.
O mercado do jogo não é diferente, há quem goste de apostas, da adrenalina que jogar proporciona, mas o que move os apostadores é principalmente do potencial de retorno que pode ser muito elevado.
No entanto onde fica nesta equação o factor risco?
Não, não vou falar de risco/retorno nos jogos e apostas até porque não é de todo a intenção e acho que toda a gente já os conhece, e quem não conhecer é melhor ficar longe dos casinos e casas de apostas.

O que vou abordar hoje e sucintamente é a possibilidade de aproveitar algumas alterações nas regras do jogo nos EUA para poder ganhar exposição a este mercado, investindo em acções.

Vamos a factos:

Entre o inicio de 2002 e o fim de 2017 o mercado do jogo nos estados unidos quase que duplicou, segundo o relatório Global Gambling Market sobre o sector elaborado pela Statista.

Em Maio deste ano o supremo tribunal dos EUA aboliu uma conhecida e “estranguladora” lei, (PASPA Act) que restringia as empresas de jogo (casinos e online) a apenas aos estados de Oregon, Delaware, Montana e, parcialmente, Nevada, o que irá levar a que este mercado, agora “livre” de barreiras, a ganhar outro fôlego.

O índice MVIS Global Gaming Index, que mede a performance de empresas com capitalização bolsista acima dos $150Bl e que obtenham pelo menos 50% dos rendimentos do sector do jogo, atingiu uma rentabilidade anual de 63%, estando neste momento a corrigir dos máximos atingidos.

No entanto é de minha opinião que a tendência de subida do sector é para continuar, atendendo à referida “desregulação” ocorrida em Maio, aliada ao facto de que 1/3 do total deste mercado é precisamente oriundo dos EUA.

Ora é aqui que entra a oportunidade de ganhar dinheiro com uma exposição ao sector investindo em ações dos principais players do mercado, que poderão eventualmente ser os maiores beneficiados da abolição da “lei”.

Entre as várias opções disponíveis é a estas empresas que estarei atento nos próximos tempos, pois, penso que são as que mais hipótese têm de aproveitar uma nova onda de subidas, além da maior capacidade de investimento para uma eventual expansão do negócio. Irei em breve fazer uma análise individual aos fundamentais de cada uma delas.

Tal como referi no inicio do artigo, aqui está uma excelente forma de ter exposição ao jogo sem contudo apostar no tudo ou nada……

Disclaimer:
Este artigo é uma opinião do autor, não é, e não deverá ser lida como, uma oferta ou recomendação para comprar ou vender, ou uma solicitação de recomendação para comprar ou vender quaisquer ativos financeiros.
O autor não recebe qualquer tipo de remuneração para escrever os artigos constantes desta página nem tem qualquer posição aberta nos activos mencionados nem o pretende fazer nas próximas 72h.

 

João Pinto